ECONOMIA

Aeroporto Zumbi dos Palmares perde quase 100 mil passageiros em 2019
Segundo Infraero, 2,09 milhões de pessoas embarcaram e desembarcaram no aeroporto alagoano no ano passado; já em 2018 foram 2,19 milhões




Os números da Infraero evidenciam um recuo de 4,5% na movimentação de pessoas no terminal alagoano

O Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares perdeu 99.493 passageiros em 2019 quando comparado com 2018. Dados da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) mostram que, ao todo, 2,09 milhões de pessoas embarcaram e desembarcaram no aeroporto alagoano no ano passado. Já em 2018 foram 2,19 milhões. Os números evidenciam um recuo de 4,5% na movimentação de pessoas no terminal.
A situação fica ainda mais crítica quando analisados somente os desembarques. Em 2019 foram 58.464 pessoas a menos aterrissando em solo alagoano. Em todo o ano passado foram 1,02 milhão de desembarques, contra 1,08 milhão registrado em 2018. Os desembarques representam a chegada de visitantes no estado. O percentual de redução é de 5,3%.

No caso dos embarques a queda foi menor, mas ainda assim fechou o ano com saldo negativo de 41 mil embarques. Em 2019 foram 1,06 milhão de embarques contra 1,10 milhão de embarques em 2018. A retração no caso de embarques é de 3,7%.

O movimento de aeronaves no Zumbi dos Palmares também apresentou redução no ano passado. Foram 612 pousos e decolagens a menos no aeroporto alagoano em 2019 comparado com 2018. Entre pousos e decolagens, o total de movimentação de aeronaves no terminal em 2019 foi de 17.936, contra 18.548 em 2018. A redução é de 3,29%.

Quando analisados somente os pousos, que representam a chegada de pessoas no Estado, foram 304 poucos a menos do que em 2018. No ano passado foram 8.969 pousos, contra 9.273 em 2018. A retração é de 3,27%. No caso das decolagens foram 308 a menos no ano passado quando comparado com 2018. Em números absolutos foram 17.936 decolagens no ano passado, contra 18.548 em 2018. A retração foi de 3,29%.
Os voos domésticos nacionais continuam sendo o carro-chefe do terminal alagoano, mas diferente de 2018, no ano passado eles não chegaram à marca de 2 milhões de passageiros domésticos. No caso dos voos regionais, os números ficaram zerados, quando em 2018 eles representaram fluxo de 35.242 passageiros. O fluxo doméstico no Zumbis dos Palmares em 2019 foi de 1.91 milhão de passageiros, contra 2.08 milhões em 2018. 

Os dados da Infraero revelam que em 2019 o aeroporto internacional Zumbi dos Palmares operou com 41,8% da capacidade total que é de 5,3 milhões de passageiros por ano. Os números evidenciam que menos gente chega em Alagoas por esta importante porta de entrada.

Incentivos fiscais não são revertidos em passageiros


Nem mesmo a redução de impostos que o governo do Estado concede às companhias aéreas foi capaz de segurar a queda na movimentação no terminal. As empresas aéreas deixaram de pagar uma cota de 12% de impostos sobre o QAV, que é o querosene para a aviação, para pagar cotas de 8, 6 e 5%.


Entre os dados divulgados pela Infraero chama a atenção o fato de que não houve nenhum desembarque internacional no aeroporto Zumbi dos Palmares no ano passado. Em 2018, foram 7.334 desembarques de passageiros oriundos do exterior, mas no ano passado isso foi reduzido para 0.
No caso dos embarques internacionais no aeroporto alagoano a retração em 2019 foi de 35,5% em comparação com 2018. No ano passado, foram 6.816 embarques saindo de Alagoas para fora do Brasil, já em 2018 foram 10.577.

A situação do aeroporto alagoano é um ponto fora da curva quando comparado o desempenho de aeroportos vizinhos e de cidades com apelo turístico como Recife e Fortaleza. Os dois terminais fecharam o ano com resultados positivos no fluxo de passageiros.

O Aeroporto Internacional dos Guararapes Gilberto Freyre, no Recife, fechou o ano de 2019 com fluxo de mais de 8,5 milhões de pessoas. O resultado supera o registrado em todo o ano de 2018, que foi de 8.422.566 passageiros, entre embarques e desembarques.

No caso do aeroporto de Fortaleza a alta em 2019 foi de 9% na comparação com 2018. Mais de 7,2 milhões de pessoas embarcaram e desembarcaram no terminal cearense no ano passado. Em 2018 o fluxo foi de 6,6 milhões de passageiros.

Dezembro registra queda de 8,47% no fluxo de passageiros

O levantamento da Infraero mostra ainda somente no mês de dezembro de 2019 - plena alta temporada turistica - o fluxo de passageiros no Zumbi dos Palmares recuou 8,47%,  saindo de 211.280 passageiros em dezembro de 2018, para 193.375. Quando se leva em conta apenas os desembarques, a retração atingiu 7% no mês, saindo de 112.145 em dezembro de 2018 para 104.390 em dezembro do ano passado.


O fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares em dezembro seguiu em direção contrária das estimativas da Infrero para os 47 aeroportos da rede, que previam um fluxo de 5,39 milhões de passageiros. Na ocasião, a empresa estimava um fluxo 3,78% superior a dezembro de 2018, quando 5,19 milhões de pessoas passaram pelos terminais aeroportuários.

Segundo a Infraero, entre 2018 e 2019, o fluxo de passageiros permaneceu estável nos 54 aeroportos que compunham a rede Infraero até dezembro. Ao todo, passaram pelos terminais da empresa 83,9 milhões de viajantes. De acordo com o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros, a estabilidade no número de passageiros que passaram pelos aeroportos da empresa demonstra a importância da consolidação de políticas públicas para o setor.

"No ano passado, problemas, como a falência de uma importante companhia aérea brasileira, impactaram na oferta de voos. Por outro lado, uma série de medidas, como a abertura de 100% capital estrangeiro para aéreas, redução do ICMS do querosene de aviação, e até melhorias na infraestrutura dos aeroportos, diminuíram tais reflexos", avaliou Paes de Barros. As informações são do G1.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM