ALAGOAS

Alagoas faz o maior volume de duplicações de sua história
Até o final de 2022, estado terá duplicado 14 vezes mais do que fora executado por governos anteriores




Até o final de 2022, estado terá duplicado 14 vezes mais do que fora executado por governos anteriores

“Alagoas coloca de pé o maior volume de duplicações de rodovias que esse Estado já viu”. A afirmação é do governador Renan Filho, durante entrevista coletiva, antes de assinar a ordem de serviço para a implantação de mais uma nova estrada em Alagoas, a que vai ligar por asfalto os Vales do Mundaú e Paraíba, conectando as cidades de Murici e Capela.

A afirmação se baseia no fato de os governos anteriores terem duplicado apenas 30 km de rodovias, aproximadamente, em todo o estado. Essa marca, aliás, já foi alcançada pela atual gestão em apenas cinco anos. Ao final de 2022, Alagoas planeja alcançar a marca histórica de 400 quilômetros de rodovias estaduais duplicadas. É quase 14 vezes o que fora executado até 2014 pelas demais gestões ou o equivalente à distância percorrida entre Maceió e João Pessoa, capital da Paraíba.

“Alagoas dá manutenção na sua malha, tem as melhores rodovias do Brasil, constrói novas estradas e coloca de pé o maior volume de duplicações de rodovias que esse estado já viu”, afirmou Renan Filho, durante a solenidade realizada na segunda-feira (2), no Palácio República dos Palmares.

Na ocasião, o governador anunciou que pretende, até o meio deste ano, entregar pronta a obra de duplicação da AL-220, entre Maceió e Arapiraca. No total, são 81 quilômetros de extensão. O trecho que vai da Barra de São Miguel a São Miguel dos Campos já foi entregue. Outros dois segmentos estão com obras em curso: de São Miguel dos Campos a Campo Alegre e deste município a Arapiraca.

“Agora no meio do ano, quero entregar pronta a duplicação de Maceió até Arapiraca, que está andando a passos largos e será, sem dúvidas, a construção de um grande momento para o desenvolvimento do Estado”, avaliou Renan Filho.

Externalidades positivas

O superintendente de obras do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Iran Menezes, acrescenta que além dos 400 km de rodovias estaduais duplicadas, Alagoas terá mais 242 km da duplicação da BR-101, que estão sendo executados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), cujas obras contam com a colaboração do Governo do Estado.

“No total, vamos chegar a mais de 600 quilômetros de rodovias duplicadas. Hoje, já temos inaugurados 30 km, que correspondem à duplicação entre a Barra de São Miguel e São Miguel dos Campos e ao trecho de Delmiro Gouveia até Maria Bode. Temos mais 91 km em execução e 271 km em projeto, que correspondem à duplicação de Arapiraca a Palmeira dos Índios; Arapiraca a São Sebastião e Arapiraca a Delmiro Gouveia”, detalhou Menezes.

Vale lembrar, ainda, que Alagoas já ultrapassou São Paulo na 23ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias. De acordo com o estudo da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e Sest Senat, divulgado em outubro do ano passado, Alagoas tem o melhor conjunto de estradas do país.

“Com mais rodovias, a gente melhora a atividade econômica. E são as construções, as duplicações e a manutenção da malha viária os investimentos que têm mais externalidades positivas nos investimentos privados”, destacou Renan Filho.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






ALAGOAS  |  06/04/2020 - 13h